Progressão terá High School a partir de 2018

Um investimento no futuro

A busca pelo aperfeiçoamento na formação começa antes mesmo do ingresso no ensino superior. Uma das ferramentas importantes para trilhar um caminho sólido investindo no futuro pode ser encontrada no programa Flex High School, em que o foco está no grupo de alunos que vai vivenciar a transição entre o ensino fundamental e o ensino médio.

O programa consiste no ensino com disciplinas da didática americana como, por exemplo, macroeconomia, finanças pessoais, a história e a literatura americana, além da grade convencional brasileira. “A ideia é que não atrapalhe o andamento das disciplinas normais e que ele curse no contraturno do período escolar um adicional de matérias voltadas ao histórico americano”, explica.

Construindo uma bagagem ainda mais rica por meio da experiência cultural, o estudante, ao finalizar o seu ciclo escolar, recebe a dupla certificação. Com duração de três anos, os estudos são distribuídos em três horas na escola, mais três horas semanais de estudo em casa.

O método de ensino High School adotado pelo Colégio Progressão trabalha a proficiência do aluno na língua e abre portas para oportunidades de estudo internacionais, diferencial que conta com o auxílio do serviço de coaching promovido pela Flex High School. “No caso dos alunos que pretendem estudar em universidades do exterior, a Flex age como um coaching, em que procura entender qual é a pretensão do estudante e a realidade da família para orientar qual será a faculdade ideal.”

No dia 8 serão aplicados testes de proficiência para os estudantes interessados em participar do novo programa. Dias 9 e 10 de novembro o diretor executivo da empresa Flex se reunirá com os pais nas Unidades Taubaté e Pindamonhangaba, respectivamente, a fim de explicar seu funcionamento e tirar dúvidas. “Acredito que esse projeto vá abrir portas, tirando as barreiras da língua e própria barreira cultural”, conclui a diretora Roberta Campos.