Alunos elaboram dossiê sobre a vida da ativista Malala Yousafzai

Alunos elaboram dossiê sobre a história de vida da paquistanesa Malala Yousafzai

Os alunos do 8º ano – Unidade Pindamonhangaba, estudaram o gênero textual Dossiê com a professora de Redação, Carolina Lobo, e Direitos Humanos com a professora de História, Mariana Marques. Unindo as disciplinas, a turma desenvolveu o Dossiê Malala.

O trabalho começou com a leitura da biografia Eu sou Malala: A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã, da autora Christina Lamb. “Desde que a turma estudou Direitos Humanos em História, o desejo de protagonizar mudanças estava latente”, conta a professora Carol.

Em meio às reflexões sobre o ativismo de Malala Yousafzai, os alunos foram divididos em grupos e discutiram alguns temas referentes ao livro, como Direito à Educação, Direito das Meninas e Mulheres, Intolerância Religiosa, Preconceito Racial e Refugiados. O resultado dos estudos foi a criação de cinco dossiês sobre a história de Malala. Para a professora Carol, o resultado foi inspirador. “O trabalho promoveu discussões sobre micro e macro transformações que todos nós somos capazes de realizar”, avalia a docente.

AA jovem paquistanesa Malala Yousafzai é uma ativista dos direitos das crianças, que foi vítima de um atentado por defender o direito das meninas de ir à escola. Em 2014, com apenas 17 anos, foi a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz.

“O trabalho promoveu discussões sobre micro e macro transformações que todos nós somos capazes de realizar”, avalia a professora de Redação, Carol Lobo.
Em 2014, a jovem Malala Yousafzai foi a mais jovem ganhadora do Prêmio Nobel da Paz.