Fazendas históricas são destaque em passeio pedagógico

Na última quinta-feira (19), alunos do 8º ano do Ensino Fundamental do Colégio Progressão, Unidades Taubaté e Pindamonhangaba, estiveram em Bananal, no interior de São Paulo. No passeio os estudantes entenderam na prática os conteúdos ministrados em sala ao conhecer duas fazendas históricas, do tempo em que a cidade foi a maior produtora de café no país.

A primeira visita foi à Fazenda Regaste que, construída em 1828, pertenceu a um dos homens mais ricos do país na época imperial. Já a segunda visita foi à Fazenda Coqueiros, construída em 1855, fortemente marcada pela escravidão.

“Aqui eu mostro todas as peças escravocratas, falo sobre a escravidão, de onde vieram os costumes e o quanto de importância histórica eles nos deixaram”, explica o guia turístico Jucirlei Amaral Ramos, em um dos destinos. Com a riqueza do café, Bananal chegou a cunhar sua própria moeda.

Além das fazendas, os alunos também passaram pelo centro histórico da cidade, caracterizado por ruas de paralelepípedos e construções do século 19. Para Fernanda Ribeiro, Professora de História, que acompanhou a viagem, esse tipo de experiência é uma maneira diferente de aprender. “Com certeza eles sairão tendo uma vivência histórica muito maior”, completa.

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn