Alunos da Turma de Sábado visitam Museu da Língua Portuguesa

Quem comenta a visita é a coordenadora da turma, profa. Esmeralda Pucinelli.

“As visitas foram bastante proveitosas. Nossos alunos puderam tomar contato com as mais diversas formas de arte.

No Museu da Língua Portuguesa, 1º andar, encantou-os a Literatura: Grande Sertão Veredas – obra de Guimarães Rosa que há 50 anos revolucionou nossa arte literária, apresenta-se exposta em criativos recortes que fazem com que os visitantes se sintam dentro do sertão. No segundo andar do Museu, presenciaram nossa velha, nova e camaleã língua portuguesa inserida num contexto virtual. Segundo alguns depoimentos, “o tempo foi muito curto para tanta criatividade” . Um momento de vídeo sobre a mistura lingüística, declamações de consagrados poemas, jogo de luzes, sons variados e vozes conhecidas partindo de todos os lados do ambiente (teto, chão e paredes) compõem o terceiro andar do Museu. O que presenciei nesse momento foram muitos sons interjetivos: “Olha!”, “Que legal!”, “Nossa!” . Realmente uma experiência produtiva.

À tarde, visitamos a Pinacoteca do Estado, nessa oportunidade o contato foi com a arte visual. Vale a pena conferir a galeria de fotos. Muitos alunos fotografaram o que julgaram mais interessante.

Teatro Lucas Pardo Filho, já à noite, todos puderam conferir o talento do Grupo RIA – que encenou a peça “A Rosa do Povo” – obra de Drummond – leitura obrigatória para os vestibulares FUVEST e UNICAMP 2007. Após a peça, os atores abriram uma hora de espaço para perguntas.

Finalizo com um verso do poeta Drummond: “De tudo fica um resíduo.” Estou certa de que resíduo ficou! Até a próxima!”

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn