Campanha do agasalho bate recorde em Taubaté

Campanha já arrecadou mais de 7 mil peças. Alunos estão motivados.

Há cinco anos, o Ensino Médio – Unidade Taubaté participa da Campanha do Agasalho, uma iniciativa do Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo.

Neste ano, além de solidariedade, a campanha faz referência à conscientização e reflexão sobre questões ambientais e sustentabilidade, pedindo que os participantes pratiquem os “três Rs”: reduzir, reutilizar e reciclar.

No colégio, a auxiliar de orientação Léa Vezzaro é a responsável pelo projeto, e incentiva os estudantes para as doações. “Passo nas salas e converso com os alunos. Neste ano, eles que vieram até mim, perguntando se não ia ter a campanha do agasalho”, comenta animada.

No ano passado, foram arrecadadas aproximadamente 3300 peças de roupa (quatro caixas de doações). Léa explica que como as peças estavam muito boas, a Sabesp, responsável por receber as doações do colégio, vendeu-as para enviar o dinheiro aos desabrigados de Santa Catarina por causa da forte enchente.

Para 2009 a meta é arrecadar seis caixas (somando 6 mil peças). “Eu acho que a gente consegue, porque além dos alunos, participam funcionários e professores”, comenta. E acrescenta que a melhor recompensa é saber que da escola saiu a ajuda para muitas pessoas.

Muitos alunos já estão participando do projeto. As alunas Bianca Boaventura Braga, Jéssica Ribas de Andrade Santos e Mariana Alcântara Ferreira já trouxeram 40 peças em menos de uma semana do início da campanha. A maioria das peças foram arrecadadas nas casas dos familiares. Rodrigo de Paula Spinelli explica que a importância da campanha está na corrente de solidariedade que se forma no colégio. “A gente tem um monte de roupa guardada em casa que nunca usa, não custa ajudar quem precisa.”

Para os alunos que participaram da campanha será sorteada uma bicicleta 18 marchas, oferecida pela Sabesp.

O Ensino Fundamental – Unidade Taubaté também participa. No ano passado foram arrecadadas 1.100 peças. Neste ano, de acordo com a coordenadora Patrícia Pires, o objetivo é aumentar este número, incentivando mais os alunos e familiares.

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn