Candidato poderá escolher o curso baseado na nota da prova

Sistema on-line vai computar as notas e indicar o número de concorrentes.

Com a unificação dos vestibulares, o candidato poderá escolher até cinco cursos em cinco universidades diferentes para se inscrever com a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As escolhas serão feitas pela internet e computadas por um sistema on-line que organizará um ranking com os alunos inscritos em cada curso de uma determinada universidade e suas respectivas notas na prova.

Dessa forma, o candidato poderá acompanhar quantas pessoas estão concorrendo com ele e se sua nota é suficiente para ingressar na universidade. Caso não obtenha nota suficiente, o aluno poderá mudar suas opções para outro curso ou faculdade em que tenha mais condições de entrar.

A troca poderá ser feita quantas vezes o candidato quiser, desde que esteja dentro do prazo estipulado pelo Ministério da Educação, de aproximadamente 20 dias. A data ainda não foi divulgada.

Ao final das inscrições, o sistema classificará automaticamente os melhores colocados de cada lista. E os aprovados receberão instruções para se inscreverem na universidade escolhida.

Atenção ao critério de desempate:
Na hora de listar os classificados, a ordem de escolha do curso contará mais do que a nota. Primeiro serão chamados os melhores colocados que elegeram o curso como primeira opção, se sobrarem vagas, elas serão disputas pelos outros concorrentes.

Com informações da Folha de S. Paulo.

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn