MEC quer reestruturar o ensino médio

Governo propõe acréscimo de 25% na carga horária e matérias serão distribuidas em quatro grupos.

Com o objetivo de gerar maior interação entre as matérias ministradas no ensino médio, o Ministério da Educação pretende distribuir o conteúdo das 12 disciplinas atuais em quatro grupos: línguas, matemática, humanas, exatas/biológicas.

Para a reformulação, o MEC fornecerá incentivos financeiros e técnicos aos estados, pois a União não tem o poder de impor o sistema. O Conselho Nacional de Educação apreciará a proposta nesta semana, e deverá aprová-la em junho.

Com o novo currículo, o MEC pretende aumentar o interesse do aluno pela escola e, consequentemente, a qualidade na educação. Outra mudança defendida pelo MEC é o aumento da carga horária obrigatória, de 2.400 horas para 3.000 horas, o que constitui um acréscimo de 25% de aulas.

Com informações da Folha de S. Paulo.

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn