MEC realiza exames supletivos para brasileiros no Japão

Brasileiros que residem no Japão e que não concluíram os estudos terão a oportunidade de realizar os exames supletivos de ensino fundamental e médio, oferecidos pelos ministérios da Educação e das Relações Exteriores, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação do Paraná.

As inscrições vão até o dia 12 de setembro e podem ser feitas de duas formas: nos consulados gerais em Tóquio e Nagóia -nos dias úteis, das 9h às 15h, horário do Japão, com a apresentação da cédula de identidade ou passaporte- e pela Internet (www.pr.gov.br/deja), na página do governo do Paraná.

Na inscrição pela Internet, o candidato deve preencher todos os campos solicitados na ficha, enviar o documento, imprimir e guardar o comprovante, além de anotar a senha que utilizou. Esse documento deverá ser apresentado no dia da prova.

A idade mínima do candidato, na data das provas, deverá ser de 15 anos para o ensino fundamental e de 18 anos para o ensino médio. O exame para o ensino fundamental ocorrerá no dia 23 de outubro e, para o ensino médio, no dia 24 de outubro.

As provas serão oferecidas nas províncias de Mie, Gunma, Kanagawa e Shizuoka. Os endereços e os horários podem ser consultados pelos candidatos no site da Embaixada do Brasil em Tóquio (www.brasemb.or.jp) e nos consulados gerais em Tóquio e Nagóia.

Para as provas do ensino fundamental os conteúdos abrangem língua portuguesa, língua estrangeira, educação artística e educação física, história e geografia, matemática, e ciências naturais. Para o ensino médio, as áreas são: linguagens, códigos e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias, ciências da natureza e suas tecnologias.

Oferecidos desde 1999, os exames supletivos visam facilitar a vida dos filhos de brasileiros com trabalho temporário no Japão, para que, no retorno ao Brasil, possam cursar o ensino profissional ou superior.

Terceira maior comunidade brasileira no exterior, depois dos Estados Unidos e Paraguai, o Japão reúne hoje, aproximadamente, 240 mil brasileiros em atividade temporária, dos quais cerca de 40 mil em idade escolar.

Fonte: UOL

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn