Progressão realiza primeiro simulado do ano

A prova teve participação de mais de 300 alunos do 3º ano do ensino médio e do curso pré-vestibular; índice de abstenção foi menor que 10%.

 

Sábado, dia de distração e churrasco com os amigos. Dia de esquecer a escola, as tarefas e provas. O sábado pode ser assim para alguns, mas não para os alunos do Progressão: é dia de simulado!

Neste sábado, mais de 300 trocaram o dia de descanso por uma prova de 90 questões testes com duração de 5 horas. Este número de estudantes já era esperado pela escola, “os alunos estudando e tirando dúvidas, a garra com que cada um se mostrava durante todos esses dias que antecederam a prova, eram indicativos de um ano de novos recordes e de excelentes participações nos simulados”, explica o coordenador do curso pré-vestibular, Robson Salgado. Neste primeiro ciclo de simulados o índice de abstenção foi de 9,2%.

O simulado, que tem como principal objetivo preparar o aluno com todo o clima do vestibular, fazendo com ele saiba controlar o tempo e a ansiedade, segue o modelo da Fuvest, sendo até um pouco mais elaborado.

Muitos alunos sabem a importância disso, o que foi possível perceber com a escola cheia de estudantes ansiosos e nervosos às 13h30, com uma hora de antecedência do início da prova. A estudante do 3º Med, Larissa de Paiva Almeida, afirma, “a prova é importante porque desenvolve nossa agilidade e treina para o dia do vestibular”.

Alguns alunos já fizeram outros simulados, como é o caso da Paola Faria de Carvalho, estudante do 3º ano, que já fez outras provas como essa no 1º e 2º anos do ensino médio no Progressão. Ela veio para o teste com a dica dos professores: “ter calma, paciência e muita fé, porque é bem puxado”. Outros estão fazendo a prova pela primeira vez, Lainy Fernanda Garves, aluna do extensivo, disse estar tranquila, pois nesta avaliação só quer testar seus conhecimentos e sentir o clima de vestibular.

Vários alunos manifestaram o desejo de passar para a segunda fase do simulado e para isso se dedicaram na preparação, pois só os 30% melhores colocados de cada unidade participam. Érika Pereira Zsoldos, conta como se preparou, “estudei diariamente, fazendo resumos e exercícios propostos na apostila. E trouxe uma barrinha de cereais para a prova”.

Felipe Novais, que pretende cursar Engenharia Mecânica na USP ou Unicamp, disse que estudou durante a semana inteira e espera um bom resultado. Livros e cadernos cederam espaço para garrafas de água, barras de cereais e chocolates, seguindo as orientações da coordenação.

A responsabilidade e os planos para o futuro falaram mais alto e os alunos compareceram em peso na escola em pleno sábado à tarde. Para o coordenador do curso pré-vestibular, que está confiante nos resultados deste ano, “a garra e a dedicação de nossos alunos aliada à qualidade de nossos professores, somando-se o trabalho de coordenação, abre novamente perspectivas de números de aprovados superiores a 2009”. No último vestibular o Progressão contou com 475 aprovações em 80 universidades de todo o país.

Compartilhe esse conteúdo

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn